terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Festas durante a semana

Olá, seguidores queridos!

Estou de volta ao blog, e já vou tratar de um assunto que muitas mães me perguntam:

"Posso fazer a festa do meu filho durante a semana??"

O que eu sempre respondo é: Porque não?

Diante da dúvida de muitas mamães, gostaria de listar aqui alguns prós e contras desta alternativa, e também duas experiências pessoais que tive fazendo a festa do meu próprio filho durante a semana...



Primeiro, porque fazer?
As festas infantis feitas de segunda a sexta-feira apresentam várias vantagens... listei algumas:

  • Vários buffets e prestadores de serviços tem preços diferenciados para festas nestes dias. Por serem dias menos concorridos, em que muitas vezes a empresa fica com a mão de obra ociosa, é vantagem fechar uma festa por um valor menor, e colocar todo mundo para trabalhar!
  • A festa pode contar com menos convidados, uma vez que muitos pais estão em horário de trabalho e somente levam e buscam as crianças;
  • Sendo uma festa com menos convidados, fica mais fácil fazer a comemoração em casa, no clube, no parque, na praça, sem a rigidez de uma festa tradicional;
  • O horário da comemoração pode ser flexível, conforme o horário que a criança estuda... por exemplo, para crianças que estudam de manhã, a festa pode acontecer no meio da tarde... para crianças que estão na escola à tarde a festa pode acontecer de manhã, ou na saída da aula, podendo haver um esquema de transporte das mesmas até o local;
  • O aniversário do seu filho cai numa quarta-feira? É possível comemorar no mesmo dia (eu adoro esta opção)!
  • Você pode simplificar os comes e bebes da festa, de acordo com o horário. Sanduíches, pipoca, cachorro quente podem substituir salgados e pratos quentes, de forma mais econômica. E festas durante a semana dispensam totalmente as bebidas alcoólicas para os adultos, que é outra fonte de grande economia!

E quando não é uma boa idéia?
  • Acredito que não funciona bem para crianças pequenas, principalmente se for no sistema leva-e-traz. A partir de 5 anos a criança já tem autonomia e confiança para ficar sozinha em um aniversário (claro que com supervisão ou monitoria de adultos da família e/ou recreadores);
  • Quando os amiguinhos da criança tem compromissos extras nos mesmos dias e horários. É importante conversar com as mães para saber quais dias eles tem maior disponibilidade, e marcar um um dia e horário que reúna a maioria dos amigos.
  • Quando os pais não tem disponibilidade ou flexibilidade de horários no trabalho. Neste caso pode ser muito estressante marcar a festa durante a semana;
  • Próximo a feriados prolongados e "emendas" de feriados, nestas ocasiões muitas famílias viajam, e a criança pode sentir muita falta dos amigos em sua festa...
  • Quando a festa é feita em casa e os pais não tem disponibilidade para toda a organização pré e pós festa;
  • Quando os pais fazem questão de reunir os adultos (família e amigos) de forma descontraída, curtindo uma cervejinha enquanto as crianças se divertem. Neste caso a festa durante a semana pode ficar muito corrida e cansativa.


Minhas experiências

Eu sempre gostei de comemorar o aniversário do meu filho na data que ele nasceu, ou bem próximo (um ou dois dias depois, no máximo), e calhou de coincidir a data com finais de semana algumas vezes. O aniversário de 6 anos dele caiu numa quarta-feira, e resolvi testar este formato de festa durante a semana. Como ele estuda de manhã, marquei a festa para as 16 horas. Algumas observações:
  • Alguns amiguinhos não puderam comparecer, pois tinham inglês, balé, natação, etc, mas a maioria remanejou seus horários e foi à festa;
  • Como sou próxima da maioria das famílias, chamei também os pais e mães, e muitos não puderam comparecer devido ao trabalho, somente deixaram e buscaram as crianças;
  • Fiz a festa na área externa da casa dos meus pais, assim tive maior liberdade para fazer toda a decoração durante a manhã. Para o dia seguinte, chamei uma pessoa para a limpeza e organização da casa;
  • Consegui uma fotógrafa ótima, por um valor um pouco abaixo do cobrado nos finais de semana;
  • Consegui desconto na locação da cama elástica, por ser numa quarta feira;
  • Na quinta não consegui trabalhar, pois estava exausta, e meu filho foi para a escola super cansado também... Porém entre a criançada, a festa foi o assunto do dia, e isso o deixou muito feliz!
No final o balanço foi positivo, tanto que repeti a experiência no aniversário de 7 anos, que caiu numa sexta-feira. Na sexta a maioria dos amiguinhos pôde comparecer à festa, e consegui descontos com o pessoal da animação, do buffet, fotografia e brinquedos. E ele teve o final de semana todinho para descansar!


Esse ano o aniversário dele cai num sábado, e adivinhem? Vou comemorar na sexta-feira!


Espero que tenham gostado!

Um abração,

Eliane
Festa a Caminho

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Pequeno Príncipe - Matheus 1 ano

Essa festa foi uma delícia de produzir...

A mamãe Camila nos chamou com um pedido: uma festa linda para comemorar 1 aninho do seu pequeno príncipe Matheus. Após várias pesquisas, definimos os elementos principais, e na paleta de cores mais um pedido: usar pouco ou quase nada de vermelho na decoração.

Com receio de que ficasse muito sem vida, pedi à mamãe que confiasse em nossa equipe, e utilizamos pinceladas de vermelho, que no final deram equilíbrio às demais cores: Azul turquesa, amarelo e branco.



















(Amo esta foto!! Idéia bacana criada por nós e super copiada por aí rsrs)


Festa realizada em 30/11/13 em Lorena - SP

Créditos:
Convites, projeto, decoração, personalizados e montagem: Festa a Caminho
Brigadeiros: Festa a Caminho
Cakepos decorados: Brigaderrô
Bolo e personagens: Júlio Fernandes
Balões: NR Balões
Flores: Flor e Cia
Fotografia: Daniel Santos

Com carinho,

Eliane
Festa a Caminho

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Aniversário de 5 anos da Beatriz - Pequena Sereia

Em novembro de 2013 fizemos a festa de 5 anos da pequena Beatriz, na cidade de Lorena.

A menina queria uma festa da Ariel, e nos fez um pedido bem inusitado: Um bolo "altinho" com a Ariel em cima.

No projeto da decoração, fugimos da paleta de cores convencional (verde e lilás), e trabalhamos uma paleta mais ampla, em tons de azul claro, verde água, rosa claro, rosa médio e coral.

O bolo seguiu à risca a recomendação da aniversariante: altinho, cheio de detalhes como as escamas em degradê de azul e branco, conchas, estrelas do mar, algas, e lá no topo uma pequena Ariel, com seu inseparável amigo Linguado.

Brigadeiros boleados, doces decorados e vários itens personalizados ajudaram a compor esta decoração, que teve como destaque principal a passadeira em formato de cauda de sereia, toda produzida com "escamas" de papel, e também os incríveis cakepops em formato de peixes feitos pela nossa parceiraça Brigaderrô!



























Até a próxima!

Eliane
Festa a Caminho


quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Embrulho criativo para o presente das crianças - PAP

Está chegando o dia das crianças, dia que elas aguardam ansiosamente por muita brincadeira, muitas coisas gostosas e também... presentes!

Bom, aqui quero abrir um parênteses.

Quando eu era criança, há trinta e tantos anos atrás, só se ganhava presente em 3 ocasiões: Aniversário, Dia das Crianças e Natal. Então, o dia das crianças era uma data muito aguardada no nosso "calendário" infantil, pois em casa eu e minhas irmãs fazemos aniversário em abril e maio, então o 12 de outubro ficava bem ali no meio do caminho entre o aniversário e o Natal. Muitas crianças não tinham essa "felicidade" de datas, por exemplo eu tenho um primo que faz aniversário logo após o Natal (aí já viu, né um presente só, rsrs).

Enfim, disse tudo isso para lembrar que antigamente não se ganhava presentes todo santo dia, como hoje. Não que eu colabore com isso, pelo contrário, já fiquei vários aniversários e Natais sem comprar presentes para o Theo devido à imensa quantidade de brinquedos e roupas que ele ganhava. E muito raramente compro algo para ele fora destas 3 datas, a única exceção que abro de vez em quando é comprar algum livro ou revista.

Bem, eu poderia ficar horas aqui levantando a minha bandeira contra o consumismo infantil e blá blá blá, mas hoje o post não é sobre isso.

Fiquei um tempão pensando no que dar para o Theo neste dia, pensei em várias coisas até que conheci um livro-jogo muito bacana, chamado "Descobrindo o valor das coisas" feito pelo Gustavo Cerbasi e com ilustrações do Maurício de Souza. Como o Theo AMA a turma da Mônica (especialmente o Cascão certas horas rsrsrs), comprei. O livro ensina educação financeira para crianças de uma forma lúdica, e com um jogo que deve ser tipo um banquinho imobiliário. Cedo ainda para começar a aprender esse assunto? NÃO!! Ele já está começando a aprender a lidar com dinheiro na escola, então achei o momento ideal (mesmo porque em casa tivemos ZERO de educação financeira e aprendemos a duras penas).

Maaaas o post também não é sobre o livro rsrs. Comprei o livro pela internet, e como não gosto daquelas embalagens douradas que eles colocam, pedi sem embalagem. E hoje de manhã tive esta idéia que quero dividir com vocês, um papel de presente personalizado, que inclusive pode ser feito com a ajuda da criança para embalar presentes em outras ocasiões. Vamos ao passo-a-passo?


Material necessário: 1 folha de papel kraft, retalhos de papéis coloridos, tesoura, cola, durex e furador no formato desejado. Eu usei em formato de gota.

Este é o livro-jogo!

Meça o papel necessário para embrulhar o presente. Não é legal deixar muita sobra dos lados, só o suficiente para arrematar. 

Corte o excesso de papel.

Pronto, ficou assim!

Com os retalhos de papel colorido corte várias gotas, de diversas cores. Eu optei por usas só papéis lisos, mas você pode usar como quiser: estampados, todos de uma cor só, duas cores, etc.
No ateliê, nós guardamos todos os retalhos que sobram dos nossos trabalhos, e dividimos em retalhos maiores (que podem ser cortados na silhouette) e retalhos menores (que não vão para a silhouette mas podem ser cortados a mão nos furadores). A idéia é aproveitar ao máximo os papéis!

Muitas gotas coloridas!

Como meu papel estava enrolado, tive que prender as pontinhas com fita crepe.

Eu optei por usar cola quente, pela rapidez, mas pode usar cola branca ou cola bastão, ideal se os pequenos estiverem ajudando.

Agora é só colar! Sem medidas, sem regras, só distribuindo bem as cores.

Ficou assim meu papel.


Tirando a fita com cuidado.

Vamos embrulhar? 


Ficou assim, com as pontinhas coladas com durex.

Depois de pronto tive a idéia de fazer um cartão em formato de nuvem, rabisquei e cortei na tesoura mesmo.



Como o Theo adora a cor azul, escrevi em lápis de cor um recadinho fofo para ele!

Fita banana para colar, mas pode ser durex mesmo, ou cola.

Prontinho! Agora é só esperar pelo dia 12!!

Ah, alguns dados importantes:

Custo do embrulho: R$0,20 (folha de kraft). O restante do material eu já tinha!
Tempo de preparo: Eu levei 30 minutos, inclusive fotografando, acho que se fizer com a ajuda dos filhotes demora mais (mas é mais divertido também!!).

Espero que vocês tenham gostado!

Um abraço,

Eliane
Festa a Caminho